Ford EcoSport Titanium 2.0 AT
Desempenho 4
Consumo 3
Segurança 5
Conectividade 3
Conforto 3
Pacote de série 4
Mercado 3

Essa versão saiu do catálogo da Ford no início de 2019, mas traz todas as novidades introduzidas na linha 2018, com profundas modificações mecânicas e algumas visuais. O que é novo O carro traz novos para-choques, capô elevado, grade trapezoidal, faróis de xenon com DRL e de neblina maiores, novas capas dos retrovisores e um ..

Summary 3.6 muito bom
Desempenho 5
Consumo 4
Segurança 5
Conectividade 4.5
Conforto 4.5
Pacote de série 5
Mercado 4.5
Faça sua própria avaliação deste carro. Clique nas estrelas acima e dê sua nota: 1= ruim; 2= básico; 3= médio; 4= bom; 5= ótimo. Depois clique em “Aceitar”. Você só pode votar uma vez .
Aceitar
Summary 4.6 ótimo

Essa versão saiu do catálogo da Ford no início de 2019, mas traz todas as novidades introduzidas na linha 2018, com profundas modificações mecânicas e algumas visuais.

O que é novo

  • O carro traz novos para-choques, capô elevado, grade trapezoidal, faróis de xenon com DRL e de neblina maiores, novas capas dos retrovisores e um friso cromado na lateral. O interior combina tons claros e cinza na versão Titanium (topo de linha). A cor champagne aparece na parte inferior do painel, no teto, nas portas e nos bancos de couro.
  • O novo quadro de instrumentos traz uma tela TFT de 4,2”. A central multimídia tem uma tela tátil flutuante de 8” e sistema Sync 3, que conecta Android Auto e Apple CarPlay.
  • O motor 2.0 Direct Flex com injeção direta da linha Focus estreou no EcoSport Titanium na linha 2018, aumentando a potência em 29 cavalos. O bloco, o cabeçote e o cárter são de alumínio.
  • As suspensões dianteiras ganharam 1,7 cm a mais de curso e as buchas foram recalibradas.
  • Nos itens de segurança, o EcoSport Titanium passou a ter sistema anticapotamento, assistente de ponto cego e de tráfego cruzado, sensores e câmera de ré, assistente de partida em rampas e isofix para prender cadeirinhas, além do já citado monitoramento de pressão dos pneus.

O que nós gostamos

  • Apesar de ter perdido 2 cavalos em relação o motor do Focus, os 176 cv do novo EcoSport 2.0 representam um ganho incrível sobre os 147 cv do EcoSport 2.0 anterior. Além disso, deixam muito à frente da maioria dos rivais. Ele ganha do Peugeot 2008 1.6 THP (173 cv),  do Hyundai Creta 2.0 (166), do Chevrolet Tracker (153), do Renault Captur 2.0 (148), do Honda HR-V (140), do Jeep Renegade 1.8 (139) e do Nissan Kicks (114 cv),
  • Os bancos usam couro não sintético, mas estão maiores e mais confortáveis. Atrás, o espaço para cabeça e pernas é bom. Destaque especial para o teto solar elétrico. Para completar, o aúdio Sony Premium é composto de nove alto-falantes. O uso de para-brisa acústico, mantas estruturais nas portas, materiais fonoabsorventes e defletores aerodinâmicos melhorou também o silêncio a bordo.
  • A empunhadura do volante e os comandos do ar-condicionado foram melhorados. Por isso, além da melhor desempenho do carro, especialmente nas ultrapassagens, ele também ficou mais confortável e sofisticado.
  • A aposentadoria do câmbio de dupla embreagem PowerShift deve ser comemorada. A nova transmissão automática convencional de seis marchas responde rápido, proporcionando rápidas trocas de marcha. As mudanças sequenciais podem ser feita pelas borboletas.
  • O acerto do conjunto mecânico melhorou o comportamento do EcoSport nas curvas.

O que pode melhorar

  • Tudo que podia ser feito com essa geração a Ford fez. O visual do EcoSport ainda pode melhorar, especialmente na traseira, pois trata-se de uma adaptação. Mas isso só acontecerá quando vier uma nova geração.
  • A versão Titanium 2.0 só existiu nas linhas 2018 e 2019, seria bom se voltasse também na 2020.

Os números

Ano: 2019
Preço: R$ 84.667*
Motor: 2.0 flex
Potência máxima: 176 cv (e)
Torque máximo: 221 Nm (e)
Câmbio: 6 marchas AT
Comprimento: 4,096 m
Largura: 1,765 m
Altura:  1,693 m
Entre-eixos: 2,519 m
Peso: 1.359 kg
Pneus: 205/50 R17
Porta-malas: 356 litros
Tanque: 52 litros
0-100 km/h: 14s8
Vel. máxima: 166 km/h
Consumo cidade: 8,8 km/l (g)
Consumo estrada: 12,0 km/l (g)
Emissão de CO2: 136 g/km

*Veja o preço atualizado no site do fabricante.

Veja outros carros dessa Categoria

JAC T50 1.6 CVT: versão Pack 3 tem bom pacote de equipamentos

JAC T50 1.6 CVT: versão Pack 3 tem bom pacote de equipamentos


JAC T50 1.6 CVT: versão Pack 3 tem bom pacote de equipamentos

O JAC T50, que chegou ao mercado no fim do ano passado, substituiu o JAC T5 com muitos itens adicionais de conveniência, como sistema start/stop, sistema keyless (acionamento do motor e abertura das portas sem a necessidade de chave), câmera panorâmica de 360º (frontal e de ré), rebatimento...

Fiat Argo Trekking é um aventureiro com motor 1.3 e câmbio manual

Fiat Argo Trekking é um aventureiro com motor 1.3 e câmbio manual


Fiat Argo Trekking é um aventureiro com motor 1.3 e câmbio manual

O Argo Trekking é uma versão aventureira do hatch fabricado em Minas Gerais, mas a Fiat prefere chamá-lo de CUV (Crossover Urban Vehicle). A verdade é que, como aventureiro ou como CUV, o Fiat Argo Treeking é boa opção para quem procura um carro compacto com suspensão elevada para enfrentar as...

Citroën C3 Attraction 1.6: câmbio automático para compensar o design

Citroën C3 Attraction 1.6: câmbio automático para compensar o design


Citroën C3 Attraction 1.6: câmbio automático para compensar o design

Na Europa, o Citroën C3 é comercializado em uma nova geração desde 2016, com design alinhado à nova identidade visual da marca, inaugurada pelo C4 Cactus. Por aqui, o hatch ainda é vendido com o design da atualização de 2012, sem previsão da chegada da nova geração. Para não ficar muito...

Deixe um comentário