Peugeot 2008 Griffe 1.6 AT
Desempenho 2
Consumo 3
Segurança 5
Conectividade 2
Conforto 4
Pacote de série 3
Mercado 1

O 2008 é o SUV de entrada da Peugeot no Brasil. Em relação ao Allure Pack, acrescenta-se teto panorâmico, rodas de liga-leve de 16” diamantada, sensores de chuva e de luminosidade e ar-condicionado bi-zone. O que é novo Na linha 2020, o Peugeot 2008 teve mudanças no capô, na grade e no para-choque dianteiro na ..

Summary 2.9 bom
Desempenho 4
Consumo 4.5
Segurança 5
Conectividade 4.5
Conforto 5
Pacote de série 4
Mercado 3.5
Faça sua própria avaliação deste carro. Clique nas estrelas acima e dê sua nota: 1= ruim; 2= básico; 3= médio; 4= bom; 5= ótimo. Depois clique em “Aceitar”. Você só pode votar uma vez .
Aceitar
Summary 4.4 ótimo

O 2008 é o SUV de entrada da Peugeot no Brasil. Em relação ao Allure Pack, acrescenta-se teto panorâmico, rodas de liga-leve de 16” diamantada, sensores de chuva e de luminosidade e ar-condicionado bi-zone.

O que é novo

  • Na linha 2020, o Peugeot 2008 teve mudanças no capô, na grade e no para-choque dianteiro na linha 2020. O ângulo de ataque dianteiro ficou maior, de 23º. Luzes diurnas de LED (DRL) agora são de série em todas as versões. A versão Griffe tem novos faróis de neblina de série. O volante multifuncional é revestido de couro.
  • Em 2017, o Peugeot 2008 aposentou o antiquado câmbio automático de quatro marchas e passou a contar com nova transmissão de seis velocidades, desenvolvida pela Aisin. Nesta atualização, o carro começou a sair de fábrica com airbgas laterias e isofix, porém perdeu as aletas para trocas de marcha atrás do volante.
  • A central multimídia também foi modificada em 2017. Além de trazer novo layout, passou a oferecer conectividade com Android Auto e Apple CarPlay, perdendo o GPS integrado das versões anteriores.

O que nós gostamos

  • A nova transmissão automática de seis velocidades deixou o Peugeot 2008 mais prazeroso de dirigir, com respostas mais rápidas e suaves. A relação entre as marchas tem ajustes que privilegiam agilidade e conforto ao rodar.
  • Além de auxiliar no consumo de combustível, o novo câmbio também contribuiu para reduzir o nível de ruído interno.
  • O teto panorâmico e a posição de dirigir com conceito i-Cockpit (o motorista observa o painel de instrumentos acima do volante de raio curto) são exclusividades do modelo e permitem uma condução bastante prazerosa.
  • As suspensões e a direção elétrica são bem calibradas e permitem equilíbrio entre conforto e estabilidade. A cabine inclina muito pouco em curvas, transmitindo sensação de segurança.
  • A central multimídia acompanha a tendência atual, é intuitiva, tem grafismos modernos, conta com temas de personalização e espelhamento por Android Auto e Apple CarPlay.
  • Como diferencial para a categoria, o SUV conta com seletor de terreno em cinco posições: desligado, normal, barro, neve e areia. O sistema atua diretamente nas rodas dianteiras, otimizando a tração de forma independente.
  • O câmbio traz quatro modos de condução: Drive, Sport, Eco e Sequencial. O modo Sport privilegia desempenho e viabiliza trocas de marcha em giros mais altos. Já a posição Eco, permite economia de combustível em 5%, deixando o motor trabalhar em baixas rotações na cidade (geralmente na faixa de 2000 rpm). Os modos Drive e Sequencial (trocas de marcha manualmente pela alavanca) referem-se às posições tradicionais já conhecidas na maioria câmbios automáticos.
  • Na lista de equipamentos de série, o Peugeot 2008 Griffe traz ainda rodas de liga leve diamantadas de 16’’, airbags laterais e de cortina, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, piloto automático, porta-luvas refrigerado e ar-condicionado automático de duas zonas.

O que pode melhorar

  • O Peugeot 2008 não oferece comando interno de abertura do tanque de combustível. Ao abastecer, é necessário entregar a chave ao frentista.
  • Apesar de ter uma alavanca bem diferente do tradicional, o freio de estacionamento não é do tipo eletrônico.
  • O modelo ainda não vem equipado com os controles eletrônicos de tração e estabilidade nem assistente de partida em rampa.

Os números

Ano: 2019
Preço: R$ 89.990*
Motor: 1.6 flex
Potência máxima: 118 cv (e)
Torque máximo: 158 Nm (e)
Câmbio: 6 marchas AT
Comprimento: 4,159 m
Largura: 1,739m
Altura:  1,583 m
Entre-eixos: 2,542 m
Peso: 1.236 kg
Pneus: 205/60 R16
Porta-malas: 355 litros
Tanque: 55 litros
0-100 km/h: 11s9
Vel. máxima: 201 km/h
Consumo cidade: 10,7 km/l (g)
Consumo estrada: 13,0 km/l (g)
Emissão de CO2: 115 g/km

*Colaborou: Gabriel Marazzi. Veja o preço atualizado no site do fabricante.

  • ALTA-8637.jpg
  • FUNCIONALIDADE_VOLET.png
  • Ai94MV_INTERIOR_N3_GRIFFE_THP_BRA_AT.jpg
  • CAM06_SMAG_BRA.jpg
  • CAMBIO_N3_BVA.jpg
  • DETALHES_INTERIOR_DI_CAM04.jpg
  • ALTA-8302_0.jpg

Veja outros carros dessa Categoria

JAC T50 1.6 CVT: versão Pack 3 tem bom pacote de equipamentos

JAC T50 1.6 CVT: versão Pack 3 tem bom pacote de equipamentos


JAC T50 1.6 CVT: versão Pack 3 tem bom pacote de equipamentos

O JAC T50, que chegou ao mercado no fim do ano passado, substituiu o JAC T5 com muitos itens adicionais de conveniência, como sistema start/stop, sistema keyless (acionamento do motor e abertura das portas sem a necessidade de chave), câmera panorâmica de 360º (frontal e de ré), rebatimento...

Fiat Argo Trekking é um aventureiro com motor 1.3 e câmbio manual

Fiat Argo Trekking é um aventureiro com motor 1.3 e câmbio manual


Fiat Argo Trekking é um aventureiro com motor 1.3 e câmbio manual

O Argo Trekking é uma versão aventureira do hatch fabricado em Minas Gerais, mas a Fiat prefere chamá-lo de CUV (Crossover Urban Vehicle). A verdade é que, como aventureiro ou como CUV, o Fiat Argo Treeking é boa opção para quem procura um carro compacto com suspensão elevada para enfrentar as...

Citroën C3 Attraction 1.6: câmbio automático para compensar o design

Citroën C3 Attraction 1.6: câmbio automático para compensar o design


Citroën C3 Attraction 1.6: câmbio automático para compensar o design

Na Europa, o Citroën C3 é comercializado em uma nova geração desde 2016, com design alinhado à nova identidade visual da marca, inaugurada pelo C4 Cactus. Por aqui, o hatch ainda é vendido com o design da atualização de 2012, sem previsão da chegada da nova geração. Para não ficar muito...

Deixe um comentário